Publicado em

Qual é o seu valor?

Ontem numa conversa sobre preço com uma amiga ela comentou sobre o esforço que cada um teria que fazer para cobrar um pouco mais por um serviço. E depois fiquei pensando como essa crença pode paralisar os sonhos das pessoas e impedir que levem seus projetos adiante.

Qual é o valor que você se dá?

Eu sempre comento que sinto falta dos doces de festa de antigamente. Embora mais sofisticados, caros e elaborados, sou muito mais feliz com um brigadeiro. Agora vamos entender que um é melhor que o outro pra mim. Outros vão preferir o mais refinado.

Em qualquer serviço isso acontece. Eu tinha hábito de me comparar com pessoas que estudaram mais que eu, tem mais conhecimento que eu… Até que um tive o insight que aquilo não era comparável. Algumas pessoas que admiro tem de profissão o que tenho de idade, elas seguem o caminho delas e eu tenho o meu. Mas isso não quer dizer que estou errada, ou o que faço seja inferior. É apenas diferente. E a coisa boa disso e que existem pessoas interessadas no meu e no trabalho deles. Uns vão entender melhor a linguagem deles, outros a minha. E aí que tá a magia que acontece pra todos

Quem deve perceber o seu valor primeiramente é você! Não importa o que você faça, tem um valor inegavel, se você fizer para melhorar a vida das pessoas e com amor.

Se prepare sim para qualquer coisa que for fazer, mas não se limite achando que você tem que melhorar e melhorar… Tem gente que nunca faz nada porque tá sempre pensando nisso.

Quando se trata se serviços relacionados a espiritualidade e ajudar pessoas a crença de que é errado cobrar também é bem nociva. Assim também como cobrar pelos seus dons…
Precisamos.acabar com a mentalidade que dinheiro tem que vir através da dificuldade, se “esforçar”‘posso até concordar porque a ideia nao é cair do céu mas você alcançar de maneira lícita. Se sinta merecedor do seu dinheiro e do seu valor, só assim as pessoas farão o mesmo.

Ah lembre também que a maior parte das vezes você só vê as pessoas no palco delas mas existe os bastidores.

“Mereço e aceito o melhor agora” 

Publicado em

Benefícios da meditação em crianças

As práticas meditativas voltadas para o público infantil tem despertado o interesse de muitos pais e educadores aqui no Brasil. A meditação para as crianças, mesmo sendo hoje uma semente, está sendo regada por mãos conscientes e esperançosas por um amanhã cada vez mais empático, para que num futuro próximo grandes frutos possam ser colhidos. É importante mencionar, que a prática de meditação é um treino de foco para o momento presente, o fruto já é concebido nesse aqui e nesse agora, com o tempo esse fruto torna-se grandioso.
Como nos disse Dalai Lama “Se acabaria com a violência numa década, se as crianças de 8 anos começassem agora a meditar”, esse é um dos benefícios. Crianças que meditam possivelmente se tornarão adultos mais bem resolvidos emocionalmente e terão relacionamentos mais saudáveis.

Não se deve obrigar uma criança a praticar, seja meditação ou qualquer outra coisa, é preciso que seja feito um convite para esse momento de paz e relaxamento. Esqueçamos aqui as regras, os padrões, os modos corretos de funcionamento, pois inicialmente a criança quer descobrir por si só o que é meditar, como se faz, para que serve, e ela a seu modo fará um passeio nessas dimensões de conhecer, e o adulto que está a orientá-la nesse momento deve estar aberto as indagações, as inquietações e as frustrações, preparado para lidar junto com a criança esses conteúdos.

Com uma prática regular, nota-se mudanças comportamentais, físicas, psíquicas, emocionais, dentre outras que só o praticante sentirá e assim poderá dizer. Benefícios descritos em pesquisas científicas: estabilidade emocional, criatividade, concentração, autodisciplina, produtividade e energia são alguns dos efeitos positivos. Esses efeitos também reduzem a pressão arterial, tensão muscular, níveis de colesterol, depressão, ansiedade, irritabilidade e outros. E que fique claro que esses são apenas alguns dos benefícios, então eu te faço um convite, vamos ensinar nossas c
As práticas meditativas voltadas para o público infantil tem despertado o interesse de muitos pais e educadores aqui no Brasil. A meditação para as crianças, mesmo sendo hoje uma semente, está sendo regada por mãos conscientes e esperançosas por um amanhã cada vez mais empático, para que num futuro próximo grandes frutos possam ser colhidos. É importante mencionar, que a prática de meditação é um treino de foco para o momento presente, o fruto já é concebido nesse aqui e nesse agora, com o tempo esse fruto torna-se grandioso.
Como nos disse Dalai Lama “Se acabaria com a violência numa década, se as crianças de 8 anos começassem agora a meditar”, esse é um dos benefícios. Crianças que meditam possivelmente se tornarão adultos mais bem resolvidos emocionalmente e terão relacionamentos mais saudáveis.
Não se deve obrigar uma criança a praticar, seja meditação ou qualquer outra coisa, é preciso que seja feito um convite para esse momento de paz e relaxamento. Esqueçamos aqui as regras, os padrões, os modos corretos de funcionamento, pois inicialmente a criança quer descobrir por si só o que é meditar, como se faz, para que serve, e ela a seu modo fará um passeio
rianças a meditar, para que desfrutem de saúde e longevidade.
Inspire – Expire, profundamente!
Namastê.
Vanderlei Woytowicz é:
Psicólogo
Professor de Meditação
Co-criador do EducadaMente, projeto de meditação na educação
Graduando em Letras, Port/Ing
Publicado em

Como Usar o Baguá no Feng Shui do Chapéu Negro?

O Feng Shui divide um local em várias partes para poder medir a energia de cada ambiente. Para isso é usado o baguá, que é uma espécie de mandala em forma octogonal (ba = oito, guá = lados). Colocada sobre à planta baixa do imóvel podemos selecionar áreas muito importantes de nossa vida, são elas: Prosperidade, Sucesso, Relacionamentos, Criatividade, Amigos, Família, Trabalho e Espiritualidade.
 Nós sempre vamos aplicar o baguá na porta mais usada, esta será considerada a principal. Ele será posicionado pela parede da Área do Trabalho. Por isso nem sempre o cômodo que você entra no local será o Guá do Trabalho.
 Siga os seguintes passos:
  1. Se você tiver a planta baixa, vá direto para a segunda dica. Mas senão, pegue uma folha de papel e esboce a planta do imóvel. Somente com o contorno mostrando as paredes. Procure fazer o mais proporcional possível, mas não há a necessidade de medir.
  2. Gire a folha de papel até que a entrada da frente do ambiente fique diante de você, na posição em que está a ponto de dar um passo para dentro.
  3. Posicione o quadrado magico e o papel de maneira que o guá do trabalho esteja sobre a parede da porta de entrada principal e fiquem alinhados.

Pronto! Você já pode identificar as áreas que deseja. É só observar onde ficou localizada
Se tiver alguma dúvida se está correto, observe a parede do fundo extremo do ambiente. O lado direito fica o guá dos relacionamentos e do lado esquerdo a área da prosperidade.
Você pode identificar todo o terreno, a casa, ou apenas um cômodo. E assim poderá ativar todas a áreas para que fiquem mais harmônica.
Acompanhem os próximos artigos que trarei dicas sobre como harmonizar cada uma das áreas.