Publicado em

Pessoas tóxicas – Se distanciem delas

Existem pessoas que nós não gostamos de chegar perto não é mesmo? . Simplesmente não nos sentimos bem perto delas, e talvez ela só tenha uma frequência vibratória diferente da sua, e tá tudo bem ! Porém o problema pode ir, além disto, e você se sentir baixo astral com a presença desta pessoa ou até com problemas físicos que vão de dores de cabeça ate cansaço extremo. Vejamos alguns dos sintomas que  pessoas toxicas podem  ter:

  1. O Reclamão

Você já tentou falar pra alguém algum problema ea pessoa falou todos os delas diminuindo o seu? Uma doença, por exemplo: Você reclama que esta com gripe e o outro diz que tem de queda de cabelo a unha encravada? Ou aquela pessoa que está insatisfeita com tudo, é o chefe, o marido, os filhos, o empregado, o balconista… Gente que só reclama! Tenho certeza que sim, então se afaste e a qualquer ameaça da próxima reclamação mude o rumo da conversa falando do lindo dia de Sol, que com certeza será rebatido com alguma reclamação do seu ouvinte, e esta é  hora de você testar sua gratidão e dizer tudo de bom que encontrar e não se conectar com a reclamação.

 

  1. Sanguessuga

Sabe os amigos de conveniência?  Que só te procuram quando precisam de algo?

Ou pior, aqueles que estão sempre por perto, mas a todo momento querem atenção total e você se sobrecarrega para atende-lo

Você não precisa deles, ou pelo menos pode impor limites.

 

  1. Controladoras

Existem pessoas que estão o tempo todo perguntando sobre sua vida, e te dizendo o que fazer, mas você sabe muito pouco sobre ela. Esta também é um tipo de pessoa toxica, pois não se envolve, não há troca neste tipo de relação apenas controle de dizer o que você deve ou não fazer. Além do clássico, que são aqueles que não permitem você ser que é e querem que você faça apenas o que eles querem. Pessoas vitimistas costumam ser controladoras também.

 

  1. Vitimas

Às vezes é tão sutil e cotidiano que nos acostumamos com pessoas que se vitimizam, elas estão em todos os lugares e manipulam os outros através de sentimentalismo. Não, não é sentimento! É simplesmente uma maneira de fazer o outro se sentir culpado se algo não acontecer do jeito que eles querem. Você não me ama; Você não faz nunca nada por mim; Faço tudo por você, o que custa fazer isso por mim; Eu não tenho a mesma oportunidade das outras pessoas; Só você tem razão; Esses são alguns exemplos, entre outras chantagens emocionais.

A primeira coisa que precisa entender é que isso não tem nada a ver com você. O que falta para o comportamento vitimista é se auto responsabilizar e deixar de culpar o outro.

  1. Invejoso

Às vezes você tem a impressão, mas prefere deixar pra lá, a acreditar que aquela pessoa que gosta sente inveja de você. Mas preste atenção, pois sua intuição pode estar certa e muitos dos seus projetos podem ser prejudicados pelo famoso olho gordo. Outro grupo que deve desconfiar pelo mesmo motivo, são pessoas que não conseguem te elogiar,  e elogia apenas coisas ao seu redor e não aquilo que você faz. Eu tive uma pessoa que trabalhou comigo uma época que após eu produzir cabelo e maquiagem de alguém, ela falava do sapato, da roupa de qualquer coisa menos do que eu havia feito. Na época não percebia, mas após vários problemas com ela inclusive me roubar aprendi que este também é um sinal.

  1. Negativos

Embora os negativos sejam uma mistura de todas s pessoas toxicas que estou descrevendo aqui, acredito ser importante falar deles de forma diferenciada.

Esses são aqueles que arrumam um problema para cada solução. Não vem o lado bom de nada e acreditam que o mundo é contra eles.  Poderiam ser classificados também como ingratos. O pior é que coisas ruins sempre o cercam, por exemplo, é capaz de vocês fazerem um pedido em um restaurante juntos e o dele atrasar, e ate mesmo seu pedido vir melhor que o dele. A lei da atração é o que faz isso acontecer. Por isso cuidado pra não se misturar com essa negatividade toda.

 

  1. Fofoqueiros

É Natural vez ou outra você cair na tentação de falar mal de alguém, mesmo que a gente não tenha nada a ver com isso, nos incomodamos por vários motivos e terminamos cometendo este “ato falho”

Mas existem pessoas que falam mal do outro o tempo todo, e pior que isto inventam situações. O fofoqueiro  vai fazer isso com você também, acredite. Além de baixar sua energia com este tipo de conversa que definitivamente não é nem um pouco produtiva

Fique alerta com as pessoas toxicas!

Tenho certeza que você identificou pessoas ao seu redor assim. Devemos ter cuidado com estas informações e usar meramente pra nos proteger de fazer nossa vibe positiva despencar. Quando nos colocamos a julgar se o outro esta certo ou errado, estamos tão ou mais errado que ele. Tenha o discernimento de perceber e se proteger.  A melhor forma de fazer isto é melhorando aquilo que enxerga no outro em você mesmo. E até se afastando quando possível.

E cuidado pra você não estar sendo essa pessoa tóxica. Olhar pra nós mesmos e assumir nossos erros são uma das ações mais positivas que podemos ter.  Autoconhecimento é a chave pra todas as vitorias, reveja suas atitudes e se alinhe com seu proposito.  Nós não podemos mudar ninguém, só a nós mesmos, por isso seja uma pessoa saudável em todos os sentidos.

Com amor e Gratidão

Flávia Almeida

Publicado em

Você não é a expectativa dos outros

Vi o titulo deste texto no Facebook de uma amiga e isso me soou libertador. Foi um alivio ter a consciência disso, e se você veio ler tenho certeza que no mínimo ficou curioso. Mas na pratica nos sentimos mal quando não somos aceitos ou criticados.

Parece que desde criança a maioria de nós foi condicionada a pensar no que o outro queria e a sua opinião não era importante. Tenho certeza que você pode se lembrar de algo que magoou sua mãe? E isso a deixou irritada ou triste, e a reação dela foi te corrigir, e claro que ela fez pensando no teu bem, pois pra ela aquilo era a melhor maneira. Mas se você olhar varias situações dessas descobrirá que nem sempre ela estava certa. E não estamos aqui pra julgar quem quer que seja. Só quero que você perceba que quando era corrigido você só atendia aquele pedido porque queria agradar sua mãe, ou seja, corresponder a expectativa do outro. O problema é que isso persiste em pequenos detalhes na vida adulta. E continuamos fazendo muitas coisas só pra não desagradar ninguém.

Falo bastante para o pessoal que está sempre ligado nos meus vídeos e textos: Você é a pessoa mais importante da sua vida! E a principio isto parece egoísta, não é verdade? Porque ainda temos a mentalidade de que dar é melhor que receber. Mas quando nos colocamos em primeiro plano é a única maneira que de fato podemos mudar nossas vidas. Melhorando a nós mesmos.

Auto conhecimento é sempre o melhor caminho

Pode parecer complicado no inicio, mas comece sabendo quem é, o que gosta e não gosta… Pois a partir do momento que você sabe quem é, o que e porque esta aqui, a opinião das outras pessoas deixa de ser mais importante que a sua. A expectativa do outro tem muito mais a ver com ele, do que com você. Tem sempre alguém querendo que façamos do jeito dele, mas a partir de agora sinta-se livre:

VOCÊ NÃO É A EXPECTATIVA DOS OUTROS

 

Publicado em

A síndrome da culpa.

O tempo todo tem alguém dizendo que isto é certo ou errado. Que tem que ser feito assim e não do outro jeito. O que antes era permitido comer agora virou veneno.  A maneira de educar as crianças não é mais a mesma.  Temos até que tomar cuidado para falar e não ser mal interpretado e assim por diante… E muitas vezes sentimos culpa em não agradar a todos.

Fato é que nós somos limitados em nossas crenças sejam elas boas e ruins e  culpa só traz mais tristeza e carga negativa junto a ela. Perceba o tanto de culpa você tem carregado por não conseguir cumprir tudo que a sociedade diz que você deveria saber, ter ou ser.

Se você não consegue dormir todas as horas que o é aconselhável dormir tudo bem. Aceite o agora, e este o tempo que você tem. E observe se isto tem influenciado seu dia a dia. Existem pesquisas que dizem ser importantes 8 horas de sono, e outras que dizem que o relógio biológico de cada um é  único.  Você só precisa observar e escolher o que é melhor pra você.  E ter a liberdade de mudar quando achar importante. Hoje, por exemplo, acredito que comer ovos só faz bem a saúde. E outros acham que aumenta o colesterol. Eu poderia defender minhas teorias e o outro a dele, mas a grande verdade é que cada pessoa é  exclusiva e o tempo para compreender  algumas questões também é  único.

Parece confuso de tão simples que é, mas é só aceitar que o mundo é cheio de diferenças e cabe a nós aprender a respeitar tudo isso. 

Eu brinco que não quero sair de uma prisão pra cair em outra. Porque a gente tem necessidade de acreditar  em algo e isso é  bom. As crenças devem existir, pois elas garantem a nossa sobrevivência.  O que eu quero com todo este texto é  aliviar estar pressão excessiva de que você está errado o tempo todo. Porque não está. Tenho certeza que está dando o melhor de si. E esta aqui pra acertar e pra errar. E quanto aos erros? Encare como oportunidades de melhorar sua vida. Porque é só  isso que eles são.

Outra coisa importante é se comprometer a fazer o melhor que pode como o conhecimento que tem hoje. Porém se algo acontecer e mudar a sua opinião amanhã, tudo bem também., nada de culpa. Este é  o seu melhor.

Desejo que você encontre bons  caminhos e pensamentos que te façam ter todo o melhor na sua vida. Que as suas crenças fortaleçam o seu melhor e que você seja pleno em tudo que realizar.

Com Amor e Gratidão

Flávia Almeida

Publicado em

O poder dos hábitos – Nós somos o que fazemos repetidamente

Você sabia que o seu corpo tem neurotransmissores que se acostumam com os seus hábitos? Através dos neuropeptídios que são substâncias químicas produzidas e liberadas pelas células cerebrais e reconhecidas pelo cérebro, e afetam todo nosso organismo.

E porque estou te trazendo essa informação?

Vamos lá! Somos criaturas de hábitos e ponto. Pois ate aquelas pessoas que parecem não cumprir as regras tem o hábito de não as cumprir.

Entendeu? 

Isso é importante, pois como nos “cocriamos” nossa realidade, hábitos ruins gerarão mais deles. O que há pouco tempo atrás era apenas místico hoje já tem comprovação científica. E não tem mais desculpas.

Quando digo isso é pra te alertar a perceber que se você está doente, feliz, próspero, falido… É porque em algum momento no consciente ou subconsciente teu cérebro reconheceu isso. E essas memórias se manifestam sempre que você vai fazer algo.

Porque isso acontece?

Nós criamos defesas absurdas e mentirosas pra ficar protegido da mudança. Nosso proposito primário é nos manter vivos e se lá atrás foi aprendido que “ser rico é ruim”, quer dizer que o cérebro vai gritar Perigo, quando algo te levar a fazer muito dinheiro e assim criar essas defesas que estou tentando explicar pra você. É humano, é normal, e tá tudo bem. Isso acontece toda hora em todas as áreas da nossa vida. Nós temos uma Programação Mental que vem dos nossos pais, professores, amigos e etc

Meu pedido é que você se abra para novas ideias questionamentos, confrontos, opiniões, experiências, pessoas… Há uma infinidade de coisas boas a aprender e reprogramar o cérebro, dar novas informações aos nossos neurônios e sair da repetição de padrões negativos. Esteja atento e use tudo ao seu favor. Mas e se errar? Não tem isso gente! O momento presente é perfeito e recheado de coisas boas, inclusive os aprendizados que a vida dá.

Mas vou te dar uma receita de sucesso que é a Gratidão, quando você se conecta com esse  sentimento tudo ao seu redor fica melhor. E há sempre algo pra agradecer em qualquer situação. Olhe pra ela com carinho e vai achar. Plante coisas boas e positivas na sua mente, pois isso também ajudará. Afinal Gratidão e Coisas boas só te trarão mais disto. E com certeza seus hábitos serão melhores.

Leia mais sobre Gratidão Aqui

Com Amor e Gratidão

Flávia Almeida

Publicado em

Qual é o seu valor?

Ontem numa conversa sobre preço com uma amiga ela comentou sobre o esforço que cada um teria que fazer para cobrar um pouco mais por um serviço. E depois fiquei pensando como essa crença pode paralisar os sonhos das pessoas e impedir que levem seus projetos adiante.  não entendendo qual o seu valor.

Qual é o valor que você se dá?

Eu sempre comento que sinto falta dos doces de festa de antigamente. Embora mais sofisticados, caros e elaborados, sou muito mais feliz com um brigadeiro. Agora vamos entender que um é melhor que o outro pra mim. Outros vão preferir o mais refinado.

Em qualquer serviço isso acontece. Eu tinha hábito de me comparar com pessoas que estudaram mais que eu, tem mais conhecimento que eu… Até que um tive o insight que aquilo não era comparável. Algumas pessoas que admiro tem de profissão o que tenho de idade, elas seguem o caminho delas e eu tenho o meu. Mas isso não quer dizer que estou errada, ou o que faço seja inferior. É apenas diferente. E a coisa boa disso e que existem pessoas interessadas no meu e no trabalho deles. Uns vão entender melhor a linguagem deles, outros a minha. E aí que tá a magia que acontece pra todos

Quem deve perceber o seu valor primeiramente é você!

Não importa o que você faça, tem um valor inegável, se você fizer para melhorar a vida das pessoas e com amor.

Se prepare para qualquer coisa que for fazer, mas não se limite achando que você tem que melhorar e melhorar… Tem gente que nunca faz nada porque tá sempre pensando nisso.

Quando se trata se serviços relacionados a espiritualidade e ajudar pessoas a crença de que é errado cobrar também é bem nociva. Assim também como cobrar pelos seus dons…
Precisamos acabar com a mentalidade que dinheiro tem que vir através da dificuldade. Se “esforçar”‘posso até concordar porque a ideia não é cair do céu mas você alcançar de maneira lícita. Se sinta merecedor do seu dinheiro e do seu valor, só assim as pessoas farão o mesmo.

Ah! lembre também que a maior parte das vezes você só vê as pessoas no palco delas mas existe os bastidores.

“Mereço e aceito o melhor agora” 

Publicado em

Busca Dor para cura interior

A cobrança da perfeição é tão grande nos últimos tempos que achamos ser errado sentir coisas negativas, como desespero, medo, angústia e tantas outras dores físicas e da alma…Não estou defendendo o vitimismo, em que se prioriza a dor, mas a liberdade de senti-la.

Seja um “buscaDor”.

E o que quer dizer isso? É você rastrear a dor com a intenção de curá-la. Pesquisar e ouvi-la dentro de si para conseguir compreender todas as necessidades que seu corpo, alma e espírito possuem. Se você fica incomodado em sentir-se mal por muitas vezes, quero te dizer que está tudo bem! Você pode chorar, descabelar, desabafar, sentir dor… A perfeição não existe.

Todas essas cobranças de corpo perfeito, pensar positivo o tempo todo, ter alimentação super saudável, criar riquezas, ser o melhor profissional entre tantas outras coisas, nada disso é possível sem dor. A dor é um mecanismo necessário para que possamos transcender. Afinal estamos aqui neste planeta para aprender a melhorar, e todo esse processo tem altos e baixos.

Novas oportunidades…

É certo que no meio disso tudo por alguns momentos você terá alegrias e provavelmente sofrimento novamente, e outra vez alegria. E esta é uma oportunidade de superação e aprimoramento.O meu convite de hoje é pra você olhar pra dentro de si e se curar. Se perdoar por não ser perfeito. Deixar esse alívio gigantesco te invadir por saber que está fazendo o melhor que pode. E tudo ficará bem por alguns momentos e depois aprenderá um pouco mais.

E quando magoar alguém ter a delicadeza de se arrepender e buscar a dor que quer ser acolhida com essa situação. Ao comer mais do que deveria olhar para dentro de si e entender o porquê fez isso. Qual dor está tentando sufocar?Tentar compreender que cada dor tem um motivo e ela só quer ser curada. Consegue perceber que esse é um processo natural?

Não adianta e nem precisa fugir, mas apenas parar por alguns momentos e se perguntar: O que está dor quer me dizer? Qual o aprendizado? O que eu preciso melhorar? Sabe quando uma criança não entende o que fazer perguntando os porquês da vida e você acha graça, mas responde com amor? Tenha esse olhar para si mesmo.

Acolha tudo isso dentro de você, olhe pra si com olhar amoroso.O caminho do autoconhecimento é sem dúvida doloroso. Porém não há nada mais libertador. Cure a si e ao mundo, e lembre-se de escolher o amor mesmo quando estiver buscando a dor.

Com amor e Gratidão

Flávia Almeida